"

Teresina - PI
maio 29, 2024 04:38

Siga-nos

Teresina - PI
maio 29, 2024 04:38

CASO UFPI: peritos encontram sangue em colchão, mesa e corredores

O Portal RP50 acompanhou desde às 16h deste sábado (28.01.23) a primeira incursão que os peritos técnicos e agentes da Delegacia de Homicídios da Polícia Civil realizaram no Diretório Central dos Estudantes (DCE), da Universidade Federal do Piauí (UFPI), campus Universitário Ministro Petrônio Portela, localizado no bairro Ininga, zona Leste de Teresina. Em dois pontos periciados, os profissionais encontraram vestígios de sangue.

No local, Janaína da Silva Bezerra, de 22 anos, estudante de Jornalismo, estava desacordada por volta das 11h, foi encaminhada ao Hospital do bairro Primavera, zona Norte, onde seu óbito foi constatado. Ela esteve presente em uma festa, conhecida entre os universitários como “calourada”, na noite de ontem (27). Seu corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) e apresentava lesões, sinais visíveis de agressão.

A PERÍCIA

Os locais, devidamente isolados e periciados inicialmente foram o espaço social e parte interna do DCE, onde foi encontrado bastante lixo, litros de bebidas alcoólicas, sangue e também preservativos; no setor do curso de Matemática foram encontrados novos vestígios de sangue, incluindo um colchão manchado. Janaína teria passado a noite em uma das salas desse segmento. Outro local inspecionado foi a parte dos quiosques de xerox e lanchonetes. Nesse ponto é para onde ela foi levada desacordada pelo homem que estava com ela. Lá, T.M. da S.B. acionou os agentes de segurança da UFPI, que a encaminharam em um carro particular até o hospital.

Janaína teria participado da festa. Seu pai relatou ao Portal RP50 que a filha havia saído de casa por volta das 23h de sexta-feira (27). Ela dormiu em uma das salas do setor de Matemática, que T.M. da S.B., como pós-graduando do curso, possuía acesso.

Marcas de sangue pelos corredores levaram os peritos até às salas. Assim, uma mesa e colchão com bastante sangue foram encontrados. Os agentes fariam uma segunda incursão no local durante a noite, quando usariam “luminol”, substância química que evidencia marcas de sangue.

ENTREVISTA COM DELEGADO

Enquanto uma equipe do Portal RP50 acompanha a perícia, outra entrevistava por telefone o coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Francisco Costa, o Barêtta. Ele informou que o médico legista do caso colheu sangue e material da parte genital de Janaína para que a necrópsia confirme se ela foi vítima de estupro ou outros tipos de violência física.

“Isso a gente não pode dizer [se os dois usaram drogas] porque o médico vai produzir a necrópsia e determinar a natureza jurídica da morte, se ela tomou alguma substância que tornou ela incapaz. Ele (suspeito) disse que manteve relações sexuais com ela (vítima) duas vezes e que na terceira ela desmaiou. A gente depende muito da prova material, apesar de ela apresentar alguns hematomas no corpo e ter a calça vestida de forma errada, por exemplo, às avessas, a frente estava para trás, como se alguém tivesse vestido ela. Já ouvimos algumas pessoas. A enfermeira foi ouvida lá no hospital por nossos policiais e disse que tinha muito vestígio de sangue nas roupas, que não era uma situação normal nem se ela estivesse menstruada, mas tudo isso será devidamente a analisado. Estamos apurando com toda cautela e rigor. O próprio secretário de Segurança nos acionou, porque não é uma coisa normal, é uma calourada de estudantes e a gente presume que estivesse tudo bacana, uma festa onde tem estudantes esclarecidos que estão procurando se divertir”, falou o delegado.

O caso segue sob investigação da Polícia Civil do Piauí. Caso, T.M. da S.B. seja autuado, pode ser enquadrado nos Artigo 121, 213, do Código Penal Brasileiro e/ou segunda a Lei 13.104/2015, a saber: homicídio, estupro e feminicídio, respectivamente.

ASSISTA A LIVE DA PERÍCIA ABAIXO:

VEJA O DEPOIMENTO DOS PAIS:

UFPI DIVULGA NOTA

Em nota divulgada no perfil do Instagram da UFPI, a Universidade informou que “desaprova quaisquer eventos que adotem condutas que coloquem em risco a comunidade acadêmica”.

NOTA NA ÍNTEGRA ABAIXO:

Com imenso pesar, a Universidade Federal do Piauí (UFPI) comunica e lamenta profundamente que, na manhã de hoje (28), a Coordenadoria de Segurança e Vigilância da Instituição encontrou, nas imediações do espaço da sede do Diretório Central dos Estudantes (DCE), no Campus de Teresina, uma jovem desacordada, que foi urgentemente levada, por equipe de seguranças da Universidade, para o Hospital da Primavera.

Até o momento da elaboração desta nota, não há identificação formal da vítima e divulgação de laudo pericial pelo órgão responsável. Todas as providências para colaborar com as investigações das autoridades policiais, como isolamento da referida área no campus e boletim de ocorrência, foram adotadas imediatamente pela UFPI. Além disso, a Universidade está efetuando o levantamento de todas as imagens captadas por câmeras de segurança.

O fato está ligado à realização de festa estudantil que ocorreu sem autorização de qualquer autoridade da Universidade, na área do próprio DCE, sediado no prédio do Centro de Ciências da Natureza (CCN).

A UFPI desaprova quaisquer eventos que adotem condutas que coloquem em risco a comunidade acadêmica, e preza pela segurança e bem estar de estudantes, professores e servidores técnico-administrativos, com a adoção de diversas estratégias constantemente divulgadas à comunidade.

As primeiras informações apontam para a ligação do fato a um suspeito já detido pelas autoridades policiais, após condução do mesmo por seguranças da UFPI. A Administração Superior continuará acompanhando as informações oficiais sobre o fato e se une à sociedade no desejo por justiça.

Na manhã deste sábado (28), o Reitor da UFPI determinou a imediata instauração de processo administrativo para apuração dos fatos, bem como a responsabilização dos envolvidos e disponibilizará todo o apoio que possa auxiliar no trabalho das autoridades policiais.

Este é um momento de grande dor e tristeza, que deixa consternada toda a comunidade ufpiana. A UFPI se solidariza com familiares e amigos da vítima, e se coloca à disposição para apoio e providências. Manifesta as mais sinceras condolências diante do triste acontecimento.

Notícias relacionadas:

Estudante de Jornalismo morre em hospital após festa na UFPI; 1 homem detido

Mulher é encontrada desmaiada na UFPI e morre no hospital da Primavera

Por Valciãn Calixto, Yago Araújo, Millena Araújo e Joselito Andrade

Grupo Vip

Apoie a equipe RP50 de Jornalismo e ajude este site independente a se manter no ar divulgando a Notícia com Segurança e em 1º mão. Você ajuda com apenas R$ 15 mensal. Assim, você será adicionado em um grupo VIP no WhatsApp com a equipe de jornalistas do portal e receberá informações, fotos e vídeos antes de todo mundo, além de conteúdo que nem sempre é publicado nas redes sociais ou no portal. Mande agora mesmo uma mensagem para 86 9 9556-5907 e participe. Você ainda vai poder acompanhar os bastidores das reportagens e interagir com pessoas de todo o Piauí.

Picture of Portal RP50

Portal RP50

Roubados e Perdidos

[wpdreams_ajaxsearchlite]