"

Teresina - PI
abril 13, 2024 21:31

Siga-nos

Teresina - PI
abril 13, 2024 21:31

“Você, que matou meu filho, um dia vai pagar na Lei de Deus”, desabafa pai de João Pedro

João Pedro Teixeira, empresário e estudante de Direito
João Pedro Teixeira, empresário e estudante de Direito

Em um momento de extrema lucidez e humanidade, apesar do pranto em razão da perda do filho de 22 anos, o pai de João Pedro Teixeira, jovem assassinado em um latrocínio por volta das 16h30 desta sexta-feira na Vila Samaritana em Teresina, concedeu entrevista à TV Meio Norte e desabafou sobre o luto que vive e tudo que estava sentindo ao ver o corpo de seu filho caído no chão e sem vida.

O homem informou que o rapaz cuidava de uma loja que vende cosméticos para salões de beleza da capital e, que no momento do crime, João Pedro havia saído para fazer uma entrega na zona Sudeste, mas sequer teve tempo de concluir a venda.

O pai do jovem também disse que João Pedro trabalhava desde criança e que aos 15 anos havia assumido a direção da empresa em razão de problemas cardíacos que o patriarca enfrentou. O homem lamentou ainda que o avô de João Pedro esteja internado há 40 dias esperando uma cirurgia e que não sabe se o vô poderá enterrar o filho por conta disso.

Confira abaixo a transcrição na íntegra da entrevista com o pai de João Pedro:

“A gente tem uma empresa de cosméticos e ele é a cara da empresa nas redes sociais, um menino bom que começou a trabalhar criancinha, com 15 anos me ajudando. Todos os dias da vida dele, ele esteve do meu lado. Ele ia fazer 23 anos no dia 21 agora. Há um tempo atrás eu tive um problema cardíaco e ele com 15 anos tomou de conta duma empresa. Lutando do lado da família, um menino honesto, pagava todas as contas dele em dia desde criança, ele dizia que o maior medo que ele tinha era de dever alguém. Honrava pai e mãe. Eu e a mãe dele somos separados, mas ele no momento da separação conseguiu ser amigo meu e dela ao mesmo tempo, nunca escolheu um lado, dividia o amor entre os dois.

João Pedro, gente…, saiba que a pessoa que matou esse rapaz matou um ser humano muito bom. Você foi muito covarde, muito, de ter levado a vida de uma pessoa tão boa. Você, que matou meu filho, um dia vai pagar na Lei de Deus! Você fez muito mal a muita gente, você sozinho machucou muita gente porque você está tirando uma pessoa boa de cima da terra, você não matou um qualquer, uma pessoa que faz mal aos outros, ele era um cara que procurava ajudar todo mundo.

A gente vive um momento difícil hoje na nossa família com o avó dele que é apaixonado por ele, que está internado no HGV há quase 40 dias esperando uma cirurgia e que talvez não possa nem vir velar o neto, porque tudo falha nesse Governo. O HGV não funciona, estão dando alimentação ruim pros pacientes, o avô não vai ter o direito, talvez, de vir velar o neto que tanto amou.

Está aqui meu filho estendido no chão e você que fez isso, eu espero do Estado, que tem a força da Polícia que é a mão forte do Estado procure e prenda esse bandido e que ele pague pelo que ele fez a um cidadão de bem e que destruiu muitas pessoas

Ele devia ter saído há meia hora de casa, eu liguei pra ele, como eu disse a gente atende salão de beleza. Eu liguei pra ele fazer uma entrega no Renascença. Ele disse: pai, eu não vou passar a compra no computador porque vai chover e eu vou rápido pra voltar antes da chuva. Parece que os infelizes estavam esperando meu filho sair e atiraram no pescoço do meu filho. Talvez ele nem sentiu a dor da morte e eu espero que ele não tenha sentido, um dia nós vamos se encontrar na eternidade e ele vai me falar se doeu ou não, mas na gente tá doendo muito, muito. Gente, eu nunca imaginei de estar nessa cena aqui.

OUÇA O DEPOIMENTO NO VÍDEO ABAIXO:

Notícia relacionada:

Estudante de Direito reage a assalto e é assassinado na zona Leste

Por Zilro Carvalho

Portal RP50

Portal RP50

Roubados e Perdidos

[wpdreams_ajaxsearchlite]