"

Teresina - PI
fevereiro 29, 2024 05:25

Siga-nos

Teresina - PI
fevereiro 29, 2024 05:25

Vigilante diz que porta não detectou arma de bandido morto em assalto a banco no Maranhão

Tentativa de assalto ao banco no MA | Edição: Portal RP50

A equipe RP50 de Jornalisimo teve acesso a áudio gravado pelo vigilante, não identificado, de uma instituição bancária localizada no município de São Mateus, no Estado do Maranhão, que sofreu uma tentativa de assalto, registrou troca de tiros e um bandido acabou morto a tiros na manhã desta segunda-feira (20.06.22). O assaltante foi identificado como Nilton César Silva Aguiar. Ele era foragido do sistema prisional do Piauí, onde cumpria pena por ter matado um policial militar em 2.015. O homem fugiu do presídio em 2.021, vinha praticando ilícitos até que tombou por volta das 11h20 de hoje.

Imagens do circuito de vigilância do banco mostram Nilton chegando ao local com uma grade na perna e muletas simulando ter sofrido acidente de trânsito. Contudo, a barra na perna foi utilizada para esconder uma arma de fogo. O criminoso entra no banco, vai ao guichê de atendimento, onde permanece sentado cerca de dois minutos. Em dado momento, ele se levanta, puxa a arma e corre em direção ao segurança. O vigilante que já observava o falso cliente, rapidamente saca de sua arma e revida a injusta agressão, alvejando Nilton no pescoço.

Com a troca de tiros, Nilton morreu baleado no pescoço e o trabalhador é encaminhado ao hospital da cidade atingido no braço. Ele está fora de risco.

Nilton e o material utilizado para entrar no banco | Montagem: Portal RP50

No áudio gravado pelo trabalhador e espalhado em grupos no WhatsApp, ele relata que Nilton já teria ido à sede do banco uma semana atrás, simulando a mesma situação de uma pessoa acidentada. Na ocasião, o assaltante teria entrado na instituição com a facilitação de funcionários e a contragosto do vigilante.

De volta esta semana, Nilton teve acesso ao banco porque o body scan, equipamento de inspeção corporal que funciona por meio da emissão de baixas doses de raios-X, da porta giratória não funcionou. O segurança comentou a falha e orientou colegas de outros prédios a reforçarem junto a seus gerentes a importância da manutenção das portas giratórias.

TRANSCRIÇÃO NA ÍNTEGRA DO RELATO DO VIGILANTE:

Linguagem coloquial preservada*

“Rapaz, vocês pedem aí pro gerente da agência fazer uma manutenção nessas portas giratórias, galera, porque a minha aqui não detectou nem o ferro da perna dele [Nilton] nem o [revólver calibre] 38 [do bandido]. Eu pedi pra ele levantar a camisa lá fora, levantou, quando ele tentou entrar pela porta giratória, se ela travasse, ele não ia entrar, mas a desg… não travou. A porta não travou de jeito nenhum, mas como Deus tá comigo, com todos nós, eu fiquei o tempo todo em QAP. Eram três meliantes. Entrou o primeiro, o segundo, que entrou simulando que estava com a perna quebrada, já tinha ido lá na semana passada e com a Gerência pediram para mim liberar ele. Mesmo eu fazendo revista, pedindo documento, a gerência pediu pra liberar ele. Eu já fiquei veaco, eu não ia deixar ele entrar [hoje] nem com a gerência autorizando.

Quando eu pedi pra ele levantar a camisa, levantou e quando ele passasse na porta, que apitasse, eu ia dizer: senhor, não vai entrar, só com documento, mas a p… da porta não travou, mesmo ligada não travou. Eu fiquei assim encabulado com isso. O que foi que eu fiz? Fiquei atento nos dois, só que chegou um miserável lá fora com a roupa de mototaxista que não é de São Mateus, aí nessa hora eu fiquei atento nos que tava dentro e no que tava fora, mas como eu gosto de usar o revólver com o coldre na perna, eu já puxei e fiquei com a arma na mão, só com o cano dentro do coldre, porque eu sabia que quem ia vir pra cima de mim era esse miserável…

E quando ele veio, foi gritando: não reage. Só que eu já tava em QAP pra atirar nele, mas peçam pros seus gerentes pegar essas portas, fazer o acompanhamento, uma manutenção, porque não estão detectando nada. Eu pedi aqui já pra fazer ao gerente antigo, estão cientes, tem gente que entra com celular não detecta, mas eu já pedi. Um ferro daquele tamanho na perna dele e um 38, a porta não detectar é porque a falha é grande, mas eu fiquei em QAP, e peçam para eles fazer isso aí, e apitou, faz como eu fazia aqui, volta, por isso que eu consegui fazer essa ação. Até aqui, o pessoal da agência me chamava de abusado porque eu seguia [a teoria e as instruções do curso de vigilante] no pé da letra, mas se eu não seguisse no pé da letra, deus o livre, quem poderia tá no lugar desse bandido era eu, mas Deus é mais, fiquem atento aí, galera”, disse.

QAP

Referência: Em diversas passagens do áudio, o vigilante utiliza o termo “QAP”. Essas e mais de 30 outras siglas compõem o chamado código Q, criado em 1912 para facilitar a comunicação internacional via rádio. Entenda o dito cujo. QAP significa “estou na escuta”, QSL é o mesmo que “entendido” e TKS é uma maneira de dizer “obrigado”.

VEJA O MOMENTO DA TROCA DE TIROS:

Matéria relacionada:

Bandido que matou PM em Teresina é morto durante assalto a banco no Maranhão

Portal RP50

Portal RP50

Roubados e Perdidos

[wpdreams_ajaxsearchlite]