"

Teresina - PI
fevereiro 27, 2024 17:25

Siga-nos

Teresina - PI
fevereiro 27, 2024 17:25

Estudo mostra que 71% das vítimas de feminicídio em Teresina são negras

Um boletim produzido pelo Observatório da Mulher Teresina, com apoio da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM), aponta que 71% das mulheres vítimas de feminicídio na capital são negras, ou seja, pretas e pardas. O documento traz dados atualizados sobre a violência contra a mulher.

A técnica do Observatório Mulher Teresina, Suzianne Santos, chama atenção também para a faixa etária das mulheres vítimas de mortes violentas intencionais.

“A gente observa que a maioria das mulheres assassinadas brutalmente são negras, considerando pretas e pardas, sendo que esse número foi maior principalmente no feminicídio. No feminicídio 71,43% das mulheres assassinadas eram negras e nas demais mortes violentas esse número chega a 60%. Chama atenção o aspecto da faixa etária, porque nas demais mortes violentas intencionais observamos uma predominância do assassinato de mulheres jovens, no feminicídio predomina a faixa etária de mulheres adultas negras”, explica a profissional.

A secretária Municipal de Políticas Públicas para Mulheres, Gabriela Rodrigues, explica que a sistematização de dados é necessária para melhor formulação de políticas públicas mais efetivas.

“O boletim traz dados sobre as zonas da cidade, horas, dias e turnos em que as denúncias acontecem. Dados sobre como a violência doméstica atinge de diferentes maneiras mulheres brancas e negras. Eles são extremamente importantes para que possamos trabalhar em cima deles e formularmos políticas públicas que atendam de diversas maneiras as mulheres da nossa cidade”, detalhou a secretária.

Seminário

Nesta sexta-feira, 02, no auditório de Pós-graduação do CCHL-UFPI, a partir das 08h da manhã, vai acontecer o seminário “Eu Vou Cantar Até O Fim”, cerimônia que leva o nome de um trecho da música “A Mulher do Fim do Mundo” da artista Elza Soares, que usou sua voz para abordar temas como a fome, o racismo e a violência.

O evento contará ainda com dois painéis de discussão. O primeiro contará com a apresentação dos dados com as palestrantes Suziane Santos, do Observatório Mulher Teresina-SMPM, Patrícia Lima de Medeiros, do Núcleo de Estatística e Análise Criminal – SSP-PI, Nathalia Sampaio Figueiredo – Delegacia de Feminicídio.

O segundo irá abordar a prevenção aos feminicídios, com as palestrantes Dra. Eugênia Villa (SSP-PI), Dra. Rossana Marinho (ENGENDRE-UFPI), Me. Bárbara Johas (ENGENDRE-UFPI) e Dra. Marília Passos (ENGENDRE-UFPI).

Portal RP50

Portal RP50

Roubados e Perdidos

[wpdreams_ajaxsearchlite]